Início Japão Cotidiano Exame de admissão para estudantes de medicina teve perguntas irrelevantes à profissão

Exame de admissão para estudantes de medicina teve perguntas irrelevantes à profissão

19
0
Questionamentos irrelevantes à profissão deixaram candidatos insatisfeitos. Foto: Youtube

Um total de 14% dos estudantes de medicina disse que foram feitas perguntas pessoais sobre temas como casamento e parto durante as entrevistas de exame de admissão, mostrou uma pesquisa na terça-feira (13).

Algumas alunas foram perguntadas se elas achavam que estar grávida era uma vantagem ou uma desvantagem, de acordo com os resultados provisórios da pesquisa divulgada por uma associação nacional de sindicatos estudantis em faculdades de medicina.

A pesquisa em andamento, que deve ser concluída no final deste mês, começou em novembro do ano passado em resposta a revelações sobre admissões injustas em faculdades de medicina.

A pesquisa abrange estudantes, homens e mulheres, matriculados no departamento de medicina em 81 universidades em todo o Japão. Os resultados provisórios foram baseados em respostas coletadas até 1 de fevereiro de 2.186 entrevistados em 50 universidades.

De acordo com os resultados, a maioria das questões pessoais se concentrava em saber se os candidatos poderiam dar conta da família e do trabalho se eles se casassem ou tivessem filhos.

Alguns entrevistados, no entanto, disseram que foram feitas perguntas que não pareciam tolerantes a diversas carreiras. Por exemplo, uma entrevistada do sexo feminino foi perguntada se as médicas realmente querem se concentrar no trabalho doméstico ou na educação infantil, ao invés de medicina.

De acordo com os resultados, 5% de todos os entrevistados foram questionados sobre a idade.

Entre aqueles que não frequentavam a escola de medicina logo após a conclusão do ensino médio, 8% foram questionados sobre sua idade e, para aqueles que fizeram o vestibular após a mudança de curso, a proporção aumentou para 25%.

Um entrevistado disse que ele foi perguntado se ele realmente pretende se tornar um médico se ele foi admitido na escola, enquanto outro candidato mais velho foi questionado se ele tinha a capacidade de contribuir para a universidade ao longo de um menor número de anos de trabalho.

Fonte: JIJI

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/13/national/14-medical-students-japan-asked-personal-questions-including-marriage-childbirth-entrance-interviews/#.XIkfeChKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here