Nesta última quinta-feira (15), o Japão marcou o 74º aniversário de sua rendição na Segunda Guerra Mundial.

Durante a cerimônia, o imperador Naruhito mencionou seus “profundos remorsos” sobre as ações do Japão durante a guerra e demonstrou respeito aos mortos.

O novo imperador ascendido ao trono em maio de 2019, repetiu a expressão usada por seu pai, o ex-imperador Akihito, que esteve presente na guerra, diferente de Naruhito, que nasceu durante o fim dela.

Em seu pronunciamento no salão Nippon Budokan, o imperador Naruhito disse:

“Olhando para o longo período de paz no pós-guerra, refletindo sobre o nosso passado e tendo em mente o sentimento profundo de remorso, espero ardentemente que os estragos da guerra nunca se repitam”

O ex-imperador de 85 anos, que abdicou no final de abril, também utilizava a expressão “Profundos remorsos” em sua mensagem todos os anos desde 2015.

O primeiro ministro japonês, Shinzo Abe, também fez uma oferenda no Santuário de Yasukuni em Tokyo, em homenagem aos mortos de guerra, nesta quinta-feira.

Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here