Os sistemas ferroviários do Japão são um dos mais movimentados e eficientes em todo o mundo. Algumas das empresas usam táticas muito inusitadas para manter o funcionamento dos trens. Conheça agora cinco fatos sobre o sistema ferroviário japonês.




 

Dormir nos trens é um hábito comum

É comum que os japoneses caiam no sono no transporte público até mesmo em pé. No Japão, acordar uma pessoa é uma atitude extremamente rude.

 

Há trens que latem

Pelo grande número de cervos atropelados, as empresas instalaram alto-falantes nos trens para tocar sons de latidos de cães para espantar os cervos. Algumas delas espalharam fezes de leão para afastar os cervos, mas pelas chuvas que limpavam os trilhos, a tática não deu certo.

 

Parentes de pessoas que cometem suicídio nas ferrovias são cobrados

Das milhares de pessoas que cometem suicídio por ano no Japão, um grande número é na frente dos trens. Com os suicídios, os trens atrasam, gerando grande prejuízo e por isso, as famílias são cobradas.

 

Há profissionais encarregados de empurrar as pessoas nos trens

Nos horários de pico, milhões de japoneses usam os trens de uma vez só, por isso, as empresas contrataram empurradores para fazer o máximo número de pessoas possível caber nos trens

 

As estações de trem usam luzes azuis para desencorajar o suicídio

Nos anos 2000 as taxas de suicídio nas estações bateram recorde, por isso, as empresas instalaram luzes azuis para acalmar as pessoas. Em 2013, foi relatado de os suicídios cairam até 84%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.