É comum dizer que no Japão, a população tem um desenvolvimento diferente, com costumes diferenciados e pouco conhecido pelos países ocidentais.

Nesta matéria, vamos lhes mostrar alguns de seus hábitos, que vão nos explicar o porquê essa nação é tão longeva, harmoniosa e se desenvolve tão bem em sociedade.




 

Sapatos para o banheiro

Sabemos que faz parte da cultura do cidadão japonês, retirar os sapatos antes de entrar em casa ou em um restaurante. Isso é comum, porque eles acreditam que os sapatos que vão para a rua, podem trazer impurezas para o lar.

 

Mas você sabia que também há calçados para o banheiro?

No Japão é bem comum utilizar chinelos conhecidos como Surippa, apenas para o banheiro. Isso porque o local também é tido como impuro, pois é onde fazemos a limpeza do corpo que estava “sujo” e a troca de calçado evita que os demais cômodos, assim como também o próprio corpo, sejam contaminados.

 

Agradecer antes de comer

É comum desde a infância agradecer antes e depois das refeições.

Se você for a um restaurante, escola ou residência no Japão, você ouvirá uma saudação com a palavra “itadakimasu” (いただきます) que seria uma forma de agradecimento a todos os que contribuíram, direta ou indiretamente para que o prato estivesse à mesa durante aquela refeição.

Já após o término, a saudação é ‘’Gochisosama deshita” (ごちそうさま) que pode ser rapidamente traduzido por “Obrigado por esta refeição”

 

Ginástica antes do trabalho

Em algumas empresas podemos encontrar, antes do expediente, pessoas fazendo uma espécie de aquecimento chamado ‘’Radio Taiso”. Uma ginástica acompanhada por música e instruções, com a finalidade de preparar o corpo para começar o dia bem.

 

Essa prática também é muito comum em escolas antes do início das aulas.
A Radio Taiso pode ser praticada por todas as idades e facilmente podemos ver idosos e adultos praticando-a em parques ao ar livre.

Essa prática é uma importante parte da história da cultura japonesa, isso porque essa série de exercícios são introduzidas desde a infância.

Não há sequer nenhum japonês que não reconheça sua música e passos.

 

Breve história da Radio Taiso

A Radio Taiso foi transmitida pela primeira vez em 1928, pela Tokyo Central Postal Bureau (atualmente conhecido coo NHK) e foi proposta pelo Ministry of Post and Telecommunications Postal Life Insurance Bureau (atualmente conhecido como Japan Post Insurance Co., Ltd.).
Essa bateria de exercícios foi inspirado pelos E.U.A. no início da década de 1920, porém a prática foi descontinuada na América. Já no Japão, esse sistema é atualmente integrado na sua cultura.

Ajudar na limpeza da escola

Ter empregada doméstica, babás e outros serviços domésticos, não são comum no japão. Isso porque quem cuida da limpeza e zelo dos ambientes, são os próprios frequentadores.

Nas escolas, a limpeza das salas de aula, corredores e pátios, são feitas pelos próprios alunos. Nas empresas, os funcionários que que são encarregados da higiene local.
Até mesmo nas residências, o trabalho doméstico é feito pelos integrantes da casa, dividido entre a dona de casa e seus moradores.

 

Bicicleta como meio de transporte

Bicicleta é o meio de transporte mais comum entre os cidadãos do Japão.
Eles usam bicicleta para absolutamente tudo (mercado, escola, trabalho, passeio com os filhos, etc.).

Eles concordam que a bicicleta é o meio de transporte mais econômico, ecologicamente correto, reduz o tráfego e ainda combate ao sedentarismo.

 

Etiqueta no transporte

Seja qual for o meio de transporte a regra é aplicada da mesma forma: A fila de quem está entrando, deve esperar pela fila de quem está saindo.

Eles também evitam mochilas nas costas e atender celulares. Uma maneira de não incomodar quem está ao seu lado.

Um sonho para nós brasileiros.

Quem paga a conta é a mulher

Os cidadãos Japoneses são muito frequentadores dos restaurantes, e na maior parte das famílias a mulher é quem cuida da parte financeira da casa.
O marido, muitas vezes entrega para suas esposas, o salário do mês e é ela quem controla os gastos mensais. Então quem paga a conta é ela.

 

Sem gorjetas

O ato de dar gorjetas no Japão não é comum.
Isso porque ele é tido como um insulto. Se o serviço que lhe foi oferecido, já foi devidamente cobrado, porque aceitar dinheiro a mais.

Se algum dia você for ao Japão e oferecer gorjeta, alguns restaurantes vão preferir aceitar dinheiro extra, do que enfrentar a estranha situação de explicar que gorjeta, para eles, é desnecessário.

 

Fontes: Japaoemfoco, Noticias.uol, Acrediteounao

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.