2.012 visualizações 3 min 0 Comentário

A história de um pai solo destaca o preconceito oculto no Japão

- 23 de agosto de 2019
Criança abraçando o pai

Os pais que não desempenham papeis significativos na criação dos filhos, causaram problemas para aquele que o faz. 

No Japão, os papéis de gênero ainda são bastante definidos. A configuração típica familiar é de que o homem trabalha e as mulheres ficam em casa com as crianças. 

Embora ninguém pareça se importar com esse arranjo (exceto quando os maridos deixam o seu lixo espalhado pela casa), isso tem algumas consequências não intencionais, não só para as mães, mas para os pais. 

Um pai japonês, músico, mangaká e usuário do twitter @tsurugimikito, aprendeu isso de uma maneira mais difícil, quando suas tentativas de acalmar sua filha que chorava inconsolavelmente em um trem, trouxe a ele uma atenção indesejada e mal-entendida  

“Eu estava no trem-bala a caminho de volta para casa em Nagano, quando minha filha começou a chorar porque estava com sono. Quando eu estava tentando consola-la no pátio, uma multidão de policiais subiu a bordo e começou a me investigar. Aparentemente alguém relatou um possível sequestro. Definitivamente há preconceito contra a paternidade solo” 

Parece que, ao ficar sozinho com sua filha de dois anos chorando, Tsurugi foi confundido com um sequestrador.  

Pode ser um pouco ridículo, mas você não pode realmente culpar quem estava preocupado, especialmente quando se trata de segurança para as crianças. 

O próprio Tsurugi não os culpa, como ele diz no tweet sequente. 

Ainda assim, ele se pergunta o porquê de um homem não poder sair sozinho com seus filhos.  




“A julgar pela maneira como a polícia estava me tratando, senti que era uma situação muito séria. Eu realmente pareço um cara mau?” 

Este é o rosto do “criminoso” malvadão 

Felizmente a abordagem policial não teve incidentes.  

A filha de tsurugi milagrosamente parou de chorar quando a polícia apareceu, o que provavelmente ajudou a parecer menos suspeito. Então ele sacou a sua carteira de identidade e o seguro de sua filha como prova, ligaram pra esposa e depois ele foi inocentado e autorizado a seguir. 

Seja lá qual for a sua opinião sobre esse caso, você também provavelmente concorda que isso deve ter sido um susto e constrangimento para o pai, que provavelmente estava cumprindo o seu dever legítimo, enquanto sua filha o causava um grande vexame. 

Espero que ele não tenha mais medo de passar um tempo sozinho com sua filha no futuro. Seria uma pena se esse evento acabasse com o relacionamento saudável entre pai e filha. 

 Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão