Japão e França publicaram um roteiro de cinco anos na noite de quarta-feira para cooperação bilateral em segurança, desenvolvimento de infra-estrutura e vários outros campos.

O acordo político foi alcançado pelos líderes dos dois países, o primeiro-ministro Shinzo Abe e o presidente francês Emmanuel Macron, durante uma reunião no Gabinete do Primeiro Ministro em Tóquio.




 

Em meio a crescente influência da China na região do Indo-Pacífico, os dois países buscam aprofundar a segurança marítima e aprimorar o desenvolvimento da infraestrutura em um acordo que vai até 2023. Este acordo também prevê apoio no espaço e no ciberespaço.

Além disso também ocorrerá a cúpula do G20 que deve começar nesta sexta-feira em Osaka e que tem como presidente do conselho o atual primeiro-ministro do Japão que pretende trabalhar e conjunto com o presidente francês.

A conferência do G20, além de tratar sobre o conflito comercial EUA-China, irá se concentrar em questões globais como a poluição plástica nos mares e reformas na Organização Mundial do Comércio. 

Durante a reunião de quarta-feira os líderes reafirmaram a importância de manter o livre comércio global em uma aparente referência a atual situação entre EUA e China.

Era esperado que em sua primeira visita ao Japão desde que assumiu o governo francês, Macron auxiliasse na parceria entre a Renault SA e a Nissan Motor Co mas nenhum detalhe a respeito foi confirmado ainda. A complicação desta situação se deve a queda do antigo presidente da Nissan, Carlos Ghosn devido, a alegada má conduta financeira.

O governo francês – principal acionista da Renault – procurou fortalecer a aliança entre as montadoras francesas e japonesas. A Renault detém atualmente uma participação de 43,7 por cento na Nissan, que detém 15 por cento de participação não votante em seu par francês.

O presidente francês deve se encontrar nesta quinta-feira com o imperador Naruhito, que ascendeu ao trono recentemente no dia 1 de maio.

via:japantimes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.