Um dos advogados envolvidos no caso do ex-presidente da Nissan, Carlos Ghon, disse que abandonou o caso após notícia de que o empresário fugiu do país. 

Junichiro Hironaka estava defendendo o caso de Ghosn contra as acusações de má conduta financeira. Sua decisão de renunciar ao cargo foi anunciada na quinta-feira, após a repercussão de que Ghosn fugiu para o Líbano.  

Hironaka afirmou em um comunicado, que toda a sua equipe sairá do caso, mas não descreveu quais eram os motivos. Ele ainda disse que sentiu alguma empatia por algumas das razões da fuga.  

O advogado tem um grande nome no Japão, conhecido por ganhar casos em que a taxa de condenação é superior a 99%. Entre os casos em que ele defendeu, está o de Atsuko Muraki, funcionário do Ministério do Bem-Estar Social, acusado de aprovar falsamente um grupo para estar apto a receber descontos. Ela foi absolvida em 2010. 

Leia também: 20.000 pessoas se candidatam para serem namoradas de Maezawa   

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here