Início Japão Crime Após prisão, conselho da Nissan demite Ghosn

Após prisão, conselho da Nissan demite Ghosn

239
0
Carlos Ghosn é demitido do cargo de presidente após prisão. Fonte: RFI

O ex-presidente da Nissan Motor Co. Carlos Ghosn, contratou um advogado de defesa que uma vez liderou o departamento de promotores de Tóquio que prendeu o executivo da indústria automobilística, disseram fontes em 23 de novembro.

O Departamento de Investigações Especiais do Ministério Público do Distrito de Tóquio, prendeu Ghosn em 19 de novembro sob suspeita de subestimar sua renda nos relatórios de títulos da Nissan.

Seu advogado de defesa, Motonari Otsuru, era o diretor do departamento quando construiu um processo de contabilidade contra a Livedoor.

João de Mendonça Lima Neto, cônsul geral do Brasil em Tóquio, encontrou Ghosn, que nasceu no Brasil, na casa de detenção de Tóquio por cerca de 20 minutos em 22 de novembro.

“Ele está sendo tratado de forma adequada”, disse o cônsul geral ao The Asahi Shimbun. “Sua condição parecia boa e ele não tem problemas de saúde.”

Em 20 de novembro, Laurent Pic, o embaixador francês no Japão, também se encontrou com Ghosn, que ainda é presidente da montadora francesa Renault SA, parceira comercial da Nissan.

Fonte: Asahi Shimbun

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here