A divisão australiana do grupo anti-caça às baleias Sea Shepherd está considerando possíveis medidas contra o plano do Japão de reiniciar a caça comercial em julho, após um hiato de 31 anos.

A Sea Shepherd usou medidas extremas contra os navios baleeiros de investigação japoneses no Oceano Antárctico, atacando frequentemente os navios baleeiros com pequenas embarcações.




 

Jeff Hansen, o chefe da Sea Shepherd ouviu alguns legisladores se opondo à caça às baleias e acredita que “um bom movimento está vindo de dentro do Japão, o que nos dá esperança”. Ele expressou sua esperança de que os japoneses “defendam a proteção das baleias”.

Um navio baleeiro japonês (à esquerda) é atingido por um navio pertencente ao grupo ativista contra a caça às baleias, Sea Shepherd, no Mar Antártico, em fevereiro de 2010. | O INSTITUTO DE PESQUISAS CETACEIRAS / VIA KYODO

Fonte: KYODO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.