O sucesso da Copa do Mundo de Rugby no Japão que acabou recentemente no último sábado, deixou muitas lições para os organizadores das Olimpíadas de Tóquio e Paraolimpíadas de 2020. 

O Japão como anfitrião teve um desempenho excelente, o que ajudou a impulsionar a copa comercialmente, resultando em mais de 99% dos ingressos vendidos, mesmo com o cancelamento de uma das partidas pelo tufão que atingiu o país durante a copa, e que também foi o primeiro cancelamento na história de uma partida da Copa do Mundo de Rugby. 




 

Anteriormente, o Órgão Internacional, o World Rugby e o comitê organizador da copa de 2019, haviam preparado uma resposta aos riscos de desastres, já que a Copa do Mundo foi realizada durante um período de muitos tufões. Conforme o planejado, os jogos deveriam ser cancelados e declarados como empate, e não adiados para outro dia. 

“Na fase de grupos, os jogos estavam bem agendados e não havia dia extra”, disse Akira Shimazu, diretor executivo do comitê organizador. “Não tivemos escolha a não ser cancelar (jogos), embora quiséssemos evitar tal situação”. 

Quando o tufão Hagibis chegou no Japão no meio de outubro, três partidas da fase de grupos foram canceladas enquanto os organizadores do evento verificavam onde e quando realizar a partida baseado em verificações de segurança. O tufão Hagibis foi um dos tufões mais poderosos a atingirem o Japão neste ano de 2019. 

Leia também:  Time da África do Sul recebe o prêmio de Seleção de Rugby do Ano

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here