Normalmente é comum ver turistas estrangeiros visitando cidades metropolitanas como Tóquio, Nagoya e Osaka, devido a sua forte influência cultural atual japonesa. Porém um relatório anual do governo identificou que cerca de 40% a mais dos números que buscam essas cidades, tem visitado áreas menos populares do Japão em 2018.




 

O relatório mostrou que os viajantes estrangeiros que buscam experiências tradicionais do Japão, incluindo esquiar, visitar fontes termais ou se envolver em turismo de natureza, têm uma forte tendência para visitar áreas não-metropolitanas e tendem a gastar mais do que aqueles que não se envolvem em consumo baseado na experiência.

Dos 31,19 milhões de viajantes estrangeiros no Japão no ano passado, 57,7% visitaram regiões fora das três regiões metropolitanas e gastaram mais de 1 trilhão de ienes.

Fonte: JIJI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.