Foi lançado no Japão um dispositivo para “tatuar” assediadores de mulheres no metrô, o produto se esgotou em uma hora durante o seu lançamento. O dispositivo portátil, marca os agressores com uma tinta que só fica visível sob luz violeta.




De acordo com a empresa, o produto é designada primariamente para desencorajar um possível assediador. A usuária do produto ainda pode carregá-lo com uma alça para mostrar que ela está carregando um desses dispositivos. O produto custa cerca de ¥2,500.

O assédio no metrô do Japão se tornou um grande problema nos últimos anos, o que levou a criarem um vagão exclusivo para mulheres. De acordo com dados da polícia de Tokyo, em 2017 foram registrados 1750 casos de assédio no metrô, infelizmente no Japão há muitos casos que envolvem até grandes autoridades como o recente caso da jornalista que foi assediada por outro jornalista japonês conhecido.

Veja também: Homem é acusado assédio sexual dentro de táxi

Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.