A KYB Corp., que falsificou os dados de inspeção de seus produtos anti-terremoto, deverá reportar um prejuízo líquido de cerca de 10 bilhões de ienes (US $ 88,3 milhões) para o período de abril a setembro, disseram fontes em 5 de novembro.

O principal fabricante de equipamentos hidráulicos foi obrigado a destinar cerca de 15 bilhões de ienes para produzir e instalar amortecedores de substituição.

A empresa sediada em Tóquio deve anunciar seus resultados financeiros intermediários na tarde de 6 de novembro.

Esta é a primeira vez em três anos que a KYB registra um prejuízo líquido no primeiro semestre.

A empresa também deve rever suas projeções de resultados para o ano comercial completo que termina em março de 2019.

Em suas previsões de ganhos divulgadas em agosto, a empresa projeta 6,9 bilhões de ienes em lucro líquido para o período de abril a setembro.

Mas foi descoberto em outubro que a KYB falsificou os dados de inspeção ao enviar seus amortecedores.

A KYB anunciou que irá substituir todo o equipamento anti-terremoto abaixo do padrão, um processo que levará cerca de dois anos.

A KYB e sua subsidiária, a Kayaba System Machinery Co., admitiram em 16 de outubro que falsificaram dados para equipamentos anti-terremoto em centenas de prédios em todo o Japão.

Mais tarde, a empresa de engenharia civil Kawakin Holdings Co. e sua subsidiária, Koyo Seiki Co., também admitiram falsificações semelhantes depois que o Ministério de Terras, Infra-estrutura, Transporte e Turismo ordenou que 90 fabricantes de equipamentos antialarque checassem a fabricação de dados.

Fonte:  Asahi Shimbun

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.