Ricardo Jose Alves iniciou sua carreira muito cedo, trabalhando nas dependências da padaria da família, vendendo lanches.  

Após muito tempo de luta, ele conseguiu montar seu próprio açougue e finalmente deu vida ao seu negócio mais lucrativo: A Grilleto, uma rede de grelhados fast food que já faturam mais de R$ 200 milhões. 

Descendente de portugueses, Ricardo conta que os seus primeiros contatos com o ramo alimentício foi com seu serviço prestado na padaria da família, que ficava em Mairinque, SP.  

“Desde criança eu já ajudava com pão. Praticamente nasci nessa padaria”, recorda. 

Aos 13 anos, ele resolveu aproveitar a experiência acumulada na área para criar o seu primeiro negócio: uma barraquinha que vendia lanches como hambúrgueres e cachorros quentes. 

Apesar de ser um negócio muito pequeno, sua vontade de crescer era grande e ele usou a máquina para se aventurar em um novo projeto. 

Aos 18 anos, o empresário abriu seu primeiro açougue, comprando um local praticamente falido, e dando uma moto de entrada.  




Ele conta que não foi fácil erguer os negócios, mas não desistiu. 

O negócio não estava indo muito bem, então o jovem apostou em ser fornecedor, atitude que ajudou para que ele abrisse sua primeira loja em 4 anos: A Griletto.  

Pouco tempo depois, a rede já estava com 12 unidades espalhadas pela cidade. 

“Acredito que montei o negócio no momento certo, em uma época em que os shoppings estavam crescendo, assim como a renda das classes C e D. Mas não foi planejado, eu apenas estava buscando uma saída para o problema que vivia com o açougue”, revela. 

A medida permitiu que o Griletto crescesse a uma média de 30 lojas por ano, chegando a 170 unidades atualmente. Juntas, elas registraram um faturamento de R$ 200 milhões em 2014. Não bastasse isso, no último ano Ricardo adquiriu os 96 restaurantes da rede de churrascarias Montana. 

Ricardo afirma que a chave do sucesso é estar sempre próximo do franqueado.  

“Dentro do segmento de franquias, é indispensável estar perto dos seus parceiros” 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here