Uma equipe americana de especialistas em ecossistemas, está realizando uma pesquisa na região atingida por um poderoso terremoto seguido de tsunami em março de 2011 no Japão. 

A equipe do Centro de Pesquisa do Meio-Ambiente Smithsonian visitou uma lagoa da cidade de Rikuzentakata, que sofreu conexão com o oceano após o desastre do tsunami.  

Obras estão em andamento para construir um quebra-mar que vista substituir os bancos de areia que separa a lagoa do oceano. Os encarregados também estão construindo barreiras ao longo dos rios que desaguam na lagoa. 

Os especialistas analisaram em uma topografia, o fluxo da água para observar se criariam ou não, baixios e mangues para recuperar o ecossistema local, sem trazer grandes mudanças para as obras.  

Recuperar o ecossistema local tem sido um grande desafio para a cidade, já que a pesca do abalone e outros frutos do mar, caiu muito após o desastre. 

Ainda segundo os cientistas, o ecossistema da lagoa apresenta uma grande evolução e o mesmo pode acontecer com o mar.  

A equipe planeja sugerir novas mudanças para o governo local e outros grupos de preservação. 

Leia também:   Donald Trump considera prestigiar as Olimpíadas de Tokyo

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here