Uma exposição foi aberta em Los Angeles, nos Estados Unidos, para contar a história de nipo-americanos que estavam em Hiroshima ou Nagasaki quando as bombas atômicas foram lançadas nas cidades no ano de 1945. Fotografias e artefatos estão sendo exibidos no Museu Nacional. Japonês-Americano.  

Cerca de 20 itens pertencentes as vítimas de bombas, como uma camisa usada por uma das vítimas em Hiroshima e uma garrafa danificada que fora encontrada em Nagasaki.  

A exposição “Sob uma nuvem de cogumelo”, concentra-se nos nipo-americanos que estavam no Japão quando a guerra começou e que não puderam retornar aos Estados Unidos.  




 

As vítimas não puderam dizer às outras pessoas que haviam sido expostos à radiação provocada pela bomba. Os cidadãos dos Estados Unidos acreditavam que os atentados ajudaram a acabar com a guerra. Para as vítimas, isso demonstra que eles sofreram mental e fisicamente quando retornaram aos Estados Unidos. 

Junji Sarashina, de 90 anos, tinha 16 anos quando morava em Hiroshima, no momento do bombardeio. Ela disse às pessoas, em um simpósio realizado no museu, que a cidade parecia um inferno depois que a bomba explodiu. E que não pode ajudar ninguém, pois haviam muitos feridos. 

Já Howard Kakita, de 81 anos, tinha 7 anos e estava em Hiroshima quando a bomba foi lançada. Ele disse que está preocupado com futuro do mundo porque vários países estão desenvolvendo bombas nucleares agora. Ele disse que o que ele passou na época, nunca deveria acontecer novamente.  

A exposição vai até 7 de junho de 2020. 

Leia também: Submarino dos EUA é encontrado no Japão após 75 anos

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here