Início Japão Economia EUA está frustrado e a culpa é do Japão, saiba mais!

EUA está frustrado e a culpa é do Japão, saiba mais!

287
0
PharOS
O presidente dos EUA, Donald Trump, está “frustrado” pelo fato de os Estados Unidos e o Japão ainda não terem firmado um acordo comercial, o que se refletiu em sua recente menção a agosto como um prazo desejável, disse o principal enviado dos EUA ao Japão.


 

“O presidente teria preferido ver algo feito no ano passado. Deixe-me ser claro… no ponto de vista do presidente”, disse o embaixador dos Estados Unidos no Japão, William Hagerty.

Tóquio e Washington deram início a um diálogo econômico entre o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, e o vice-primeiro-ministro Taro Aso em abril de 2017, logo após a posse de Trump. As negociações sobre um possível pacto de livre comércio começaram em abril.

“Então, quando o presidente pediu para ver algo em agosto, ele está expressando sua frustração”, porque os dois países começaram a trabalhar em questões comerciais há mais de dois anos, disse ele.

O Japão relutantemente lançou negociações bilaterais de comércio depois que o governo Trump retirou os EUA do acordo da Trans-Pacific Partnership em janeiro de 2017. Ambos estavam entre os 12 países que assinaram o pacto de livre comércio.

Mais tarde, o Japão e os outros 10 países concluíram uma TPP revisada apelidada de TPP-11.

Um acordo separado de parceria econômica que o Japão formou com a União Européia entrou em vigor em fevereiro.

Com esses pactos, o Japão reduziu as tarifas sobre as importações de carne suína e carne bovina da UE e da Austrália, o que colocou os agricultores americanos em desvantagem no mercado japonês.

Os EUA estão supostamente tentando organizar uma reunião de cúpula entre Trump e o presidente chinês Xi Jinping à margem da cúpula do G20 em Osaka no final do mês.

No entanto, os meios de comunicação têm apontado que pode haver uma lacuna de percepção entre Trump e Abe ao lidar com o disparo de mísseis balísticos de curto alcance da Coréia do Norte no mês passado.

Enquanto Abe criticou o ato como uma violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, Trump discordou durante uma coletiva de imprensa conjunta com ele em 27 de maio em Tóquio. “Eu vejo isso de forma diferente”, disse Trump.

Fonte: Japan Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here