Início Destaques Japão Ex-prefeito de Akashi que renunciou foi reeleito

Ex-prefeito de Akashi que renunciou foi reeleito

349
0
Izumi servirá apenas até o final de abril, quando termina seu mandato original, quando uma nova eleição para prefeito será realizada. Foto: Asahi Shimbun

O ex-prefeito da cidade de Akashi, na província de Hyogo, que se demitiu no mês passado devido a sua linguagem abusiva contra um funcionário, foi reeleito no domingo (17), superando dois outros candidatos.

Fusaho Izumi, de 55 anos, deixou o cargo de prefeito após ser criticado por atacar verbalmente um funcionário da prefeitura e dizer a ele para “incendiar” um prédio local, por frustração de que sua presença impedisse a conclusão de um projeto rodoviário.

Izumi concorreu contra Hiroto Kitaguchi, 53 anos, um membro da assembleia municipal de Hyogo e um ex-prefeito de Akashi, sem filiação de partido e Michiyo Shimmachi, 71 anos, um ex-membro da assembleia do Partido Comunista japonês.

Izumi servirá apenas até o final de abril, quando termina seu mandato original, quando uma nova eleição para prefeito será realizada.

Kitaguchi classificou a eleição mais recente como um “desperdício de dinheiro dos contribuintes”, enquanto Izumi fez campanha em sua política de assistência infantil. Seu abuso verbal aos funcionários tornou-se público no final de janeiro, quando uma gravação de seus comentários foi publicada.

Em 14 de junho de 2017, frustrado com o lento progresso da construção de estradas, Izumi também chamou o funcionário encarregado de “idiota”.

Izumi foi forçado a sair em 2 de fevereiro e se desculpou por seu “erro imperdoável”. Ele também disse ao público que havia começado a estudar o controle da raiva.

“Sinto uma profunda responsabilidade pelo que fiz”, disse Izumi a seus partidários em seu gabinete eleitoral, referindo-se à linguagem abusiva, depois de ter sido informado de sua vitória na pesquisa.

Ele também sinalizou sua intenção de concorrer à nova eleição para prefeito em abril, dizendo: “Vou transmitir com firmeza meus pensamentos para Akashi”.

Izumi, ex-parlamentar da Câmara dos Deputados, foi eleito prefeito de Akashi pela primeira vez em abril de 2011 e ganhou seu segundo mandato em abril de 2015. Sua renúncia como prefeito por causa dos abusos verbais veio pouco antes do fim de sua campanha.

Fonte: KYODO, JIJI

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/18/national/politics-diplomacy/ex-mayor-japan-city-quit-post-fiery-verbal-abuse-re-elected-complete-term-vows-run/#.XI-xyChKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here