Sob alegação de propaganda enganosa, quatro fabricantes de máscaras de pólen receberam a ordem da Agência de Assuntos do Consumidor do Japão para retirarem “decompositoras de pólen” que são exibidas das embalagens.

Após falta de provas da decomposição do pólen, a agência pediu que as quatro fabricantes, entre elas a DR.C Medical Medicine; IRIS OHYAMA; Taisho Farmacêutico e Taizawa Eizai enviassem evidências da função que alegam ter nas embalagens.




 

DR.C Medical Medicine afirma não ter problema na eficácia das máscaras e que impedirá novas remessas. A Iris Ohyama declarou que as máscaras pararam de ser vendidas. Para a Taisho Pharmaceutical, a ordem é lamentável e irrancional. Já a Tamagawa Eizai, disse que o rótulo será revisado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.