Como prevenção à febre suína, a França colocará cercas pela
fronteira com a Bélgica para que os javalis que espalham a febre suína africana não entre no país. A doença transmitida por um vírus pode prejudicar a indústria suína francesa.
Mês passado, na Bélgica, o vírus foi detectado em javalis que estavam a poucos quilômetros da fronteira com a França, desde então, a França está em estado de alerta com a peste.
A Bélgica já enfrentou dificuldades com exportação de carne suína com a China, que também foi vítima de um surto da febre e também com a Coreia do Sul.

As cercas serão instaladas pela área da fronteira até o final da semana, em áreas administrativas. Além disso, outras providências já foram tomadas, entre elas o aumento das inspeções e proibição da caça e outras atividades. A decisão foi tomada por autoridades no nordeste da França.
Depois de casos na Europa, os países da Europa Ocidental tem se precavido para que o vírus não se propague. Apesar de ser altamente contagioso entre os porcos, a doença é inofensiva para os humanos.

Fonte: Reuters
https://br.reuters.com/article/worldNews/idBRKCN1MM2EV-OBRWD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.