Os raios nocivos do sol prejudicam a pele desprotegida também no outono e no inverno 

 

Quando acaba o verão e chega aquele solzinho do Outono e Inverno que é sempre tão bem-vindo, muitos acabam se descuidando da pele e param de usar o filtro solar. Na verdade muitos costumam pegar mais sol, se você for um desses é bom rever seus conceitos pois o sol dos dias frios é tão nocivo à pele quanto o dos dias quentes, mas não se sinta mal, a maioria das pessoas relaxa na proteção quando o verão acaba.  




A falsa sensação de que a pele não está correndo riscos, pois com a diminuição dos raios UVB, a intensidade UVA continua a mesma, afirma a dermatologista Carla Albuquerque, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Academia Americana de Dermatologia (AAD). 


 

Angulação dos raios infravermelhos e seus efeitos sobre a pele 

A diferença do sol nas estações quentes e frias do ano está na angulação com que ele chega à Terra, afirma o dermatologista Caio Lamunier, especialista em câncer de pele pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) e membro da SBD e ressalta: “No verão, ele incide de forma perpendicular e direta, enquanto no inverno a incidência de seus raios é um pouco mais angulada e indireta, não adianta nada se proteger no verão e deixar os cuidados de lado no inverno e voltar a se proteger no próximo verão.

Os danos causados nos meses de frio ficam registrados no organismo e vão se juntar aos danos dos invernos passados e dos seguintes.” 

Daí a necessidade do uso diário do protetor solar, pois na parte sensorial isso é que torna o sol “menos quente”, mas já para a saúde da pele mesmo que esteja nublado ou chovendo, os raios UVA passam pelas nuvens e chegam às nossas peles, aumentando muito os riscos de desenvolvimento das doenças. 

Como escolher seu protetor solar de inverno 

A proteção outono-inverno pode ser praticamente a mesma do verão, você só não precisa reaplicar o protetor de duas em duas horas, basta duas vezes por dia. E o protetor pode ser o mesmo, mas caso não queira aquele cheiro de verão/piscina em outras épocas do ano pode optar pelos que contém um perfume mais suave, podendo ser até mais “sofisticado” que o da época do verão já que será aplicada em menos áreas. É importante que seja no mínimo 15 FPS para peles mais morenas e no mínimo 30 para peles mais claras e contra os raios UVA. 

Aqui vai uma dica da dermatologista Carla, pois é bom usar um filtro solar com textura que traga benefícios para a pele: 

  • Pele seca: cremes e loções cremosas, que hidratam enquanto barram os raios UVA e UVB; 
  • Pele oleosa ou mista: gel, sérum, qualquer filtro oil-free, que diminue a oleosidade enquanto protege 
  • Pele normal: loção 
  • Peles com manchas, independentemente do tipo, se beneficiam com protetores com tonalidade de base. “O pigmento evita que as manchas piorem e até que surjam novas”, diz Carla. Neste caso, é só escolher um para seu tom de pele e com os fatores de proteção adequados, lembrar de passar todos os dias e ficar tranquila até a primavera chegar. 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here