Início Japão Crime Funcionário do ministério japonês é detido na Coréia do Sul

Funcionário do ministério japonês é detido na Coréia do Sul

405
0
"Ele estava muito bêbado", disse a polícia, acrescentando que Takeda admitiu as acusações e pediu desculpas. Foto: Globalkashmir

Uma autoridade do governo japonês foi temporariamente detida na Coréia do Sul por supostamente agredir um trabalhador de aeroporto em Seul durante uma viagem pessoal, disse o governo na quarta-feira.

Kosuke Takeda, 47 anos, funcionário do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, é suspeito de agredir um trabalhador no Aeroporto Internacional de Gimpo e dizer ao trabalhador que ele odeia os sul-coreanos, de acordo com um alto funcionário do ministério.

A polícia sul-coreana disse que Takeda foi detido na terça-feira por suspeita de bater em um funcionário do aeroporto em um portão de embarque enquanto estava sob influência do álcool.

“Ele estava muito bêbado”, disse a polícia, acrescentando que Takeda admitiu as acusações e pediu desculpas.

Um funcionário do aeroporto disse que ele parecia bêbado e “começou a jogar papéis e bateu no nosso trabalhador” quando lhe pediram para esperar antes de embarcar.

O ministério pediu desculpas pelo incidente em um comunicado, dizendo que enviará oficiais à Coréia do Sul para investigar o assunto.

Takeda, que foi libertado e já retornou ao Japão, foi substituído como chefe da Divisão de Salários na quarta-feira, disse o ministério.

Ele disse na terça-feira em um post no Facebook que foi detido pela polícia local, mas não sabia por quê.

“Eu fui espancado e sofri uma lesão. Eu fui algemado e pego por cinco pessoas. É um país estranho”, ele disse no post.

Em outro post de quarta-feira, Takeda disse: “Na verdade, eu não estava bêbado. Eu agi desordenadamente, mas não acertei o funcionário do aeroporto.”

Ele admitiu ter dito ao funcionário do aeroporto que odiava os sul-coreanos, mas disse que era porque estava com raiva e que “não havia intenção política”.

“Eu vou ser escrito nos jornais novamente lol”, disse ele no post do Facebook.

Takeda causou polêmica no início deste mês quando disse a uma reunião de legisladores do partido no poder que o governo estava considerando um salário mínimo por setor unificado, levando a uma negação do chefe de gabinete Yoshihide Suga.

Fonte: KYODO

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/21/national/japanese-official-yells-hates-south-koreans-detained-allegedly-assaulting-worker-airport-country/#.XJOjEihKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here