Início Destaques Japão Governo do Japão elimina o limite de idade para o gado nas...

Governo do Japão elimina o limite de idade para o gado nas importações de carne bovina dos EUA

363
0
Japão passará a aceitar carne sem limitação de idade do boi. Foto: BeefPoint

A comissão de segurança alimentar do Japão está se aproximando da remoção das restrições à importação de carne bovina dos EUA, como uma medida contra a doença da vaca louca, disseram autoridades da comissão nesta quarta-feira.

O Japão tem enfrentado pressão dos EUA, que se fortaleceu sob a administração do presidente Donald Trump, para descartar as restrições atuais que permitem apenas a carne bovina dos EUA com 30 meses ou menos, devido a preocupações com a encefalopatia espongiforme bovina, também conhecida como doença das vacas loucas.

A Comissão de Segurança Alimentar do Japão planeja convocar uma reunião de sua unidade de pesquisa na quinta-feira para buscar aprovação sobre o plano de suspender as restrições. A comissão reportará posteriormente o plano ao Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar.

O painel de pesquisa da comissão começou a discutir, a partir de abril, os efeitos potenciais sobre a saúde das pessoas, caso as restrições sejam descartadas, com base na solicitação do ministério.

O estudo incluiu se os Estados Unidos implementaram um manejo adequado de segurança alimentar no manuseio de tecidos de gado que apresentam alto risco de contaminação do agente causador de príons.

Nenhum problema específico foi apontado nas discussões até agora, disseram os funcionários.

O Japão proibiu todas as importações de carne bovina dos EUA em 2003, após a descoberta da EEB no rebanho bovino dos EUA, mas em 2005, retomou as importações de carne bovina dos Estados Unidos de bovinos com menos de 20 meses de idade.

Desde então, o Japão diminuiu as restrições à importação em etapas, alegando que os Estados Unidos têm sido reconhecidos internacionalmente como tendo o menor risco para a doença.

A questão das restrições às importações foi levantada no diálogo econômico bilateral, entre outras ocasiões, com os Estados Unidos solicitando fortemente uma eliminação antecipada das restrições, na esperança de reduzir o déficit comercial com o Japão.

A remoção das restrições pode ajudar os Estados Unidos a cortar os custos que foram necessários para atender às regulamentações japonesas e permitir que ela mantenha a competitividade de seus produtos contra a Austrália, mesmo depois que o pacto de livre comércio da Trans-Pacific Partnership entra em vigor sem o United. Estados em 30 de dezembro.

Tanto o Japão quanto a Austrália são membros do pacto revisado da TPP, que cobre 13% da economia global.

Fonte: Mainichi Shimbun

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here