102 visualizações 4 min 0 Comentário

Homem Condenado a 30 Anos por Assassinato e Fraude de Seguro em Hiroshima

- 9 de julho de 2024

Investigação Revela Identidade Falsa: Namba Tentou Encenar Própria Morte Saiba como a investigação desvendou a verdadeira identidade da vítima.

HIROSHIMA, 03 de julho (News On Japan) – Um homem foi condenado a 30 anos de prisão por matar uma estudante universitária injetando álcool em um quarto de hotel na Prefeitura de Hiroshima. O objetivo era reivindicar fraudulentamente mais de 600 milhões de ienes em seguro de vida. A promotoria argumentou que o homem disfarçou a vítima como ele mesmo para receber o pagamento do seguro.

Detalhes do Crime

O incidente, conhecido como “assassinato por fraude de seguro”, ocorreu na cidade de Hatsukaichi, província de Hiroshima. As principais figuras envolvidas são a vítima, Kaito Ando, um estudante universitário de 21 anos; o acusado, Daisuke Namba, de 33 anos; e o “irmão” de Namba.

O crime aconteceu em novembro de 2021. Pouco depois da meia-noite, uma ligação foi feita para os serviços de emergência do hotel, alegando que havia uma centopeia na sala e que alguém estava em estado grave. Quando os paramédicos chegaram, encontraram dois homens no quarto: um em parada cardíaca e o outro que fez a ligação, identificando-se como “irmão de Daisuke Namba” e mostrando os cartões de seguro saúde dele e de Namba.

Revelação e Investigação

Após transportar o paciente, o hospital contatou a família de Namba, levando a uma revelação surpreendente: o falecido não era Namba. A mãe de Namba testemunhou que a vítima não era seu filho. O falecido era, na verdade, Ando, da província de Aichi, e o homem que afirmava ser irmão de Namba era o próprio Namba, tentando encenar sua própria morte.

Apólice de Seguro e Motivações

Namba havia feito um seguro de vida para si mesmo no valor de até 630 milhões de ienes. A acusação alegou que Namba fez grandes apólices de seguro tendo seu irmão como beneficiário, matou a vítima, disfarçou-a como ele mesmo e pretendia receber o dinheiro do seguro. Ando, que não bebia álcool, foi encontrado com uma grande quantidade de pílulas para dormir e álcool em seu sistema. Acredita-se que, enquanto ele estava inconsciente, vodca a 96 graus foi injetada em seu corpo, causando sua morte por encefalopatia hipóxica devido a asfixia.

Tentativas Anteriores e Julgamento

Vinte dias antes deste incidente, Namba tentou usar uma vespa para uma fraude de seguro semelhante, mas não conseguiu. Namba e Ando se conheceram por meio de uma solicitação religiosa. Pouco depois, Namba começou a pesquisar termos como “troca de identidade”, “seguro de vida”, “autópsia”, “pílulas para dormir”, “duplo assassinato”, “não rastreável”, “vespa”, “morte”, “pagamento de seguro”, “álcool” e “dose letal”.

Sentença

Em 2 de julho, o Tribunal Distrital de Hiroshima decidiu que, considerando a forte intenção de matar, o caso não exclui inteiramente a possibilidade de uma sentença de prisão perpétua. No entanto, devido à negligência do plano e ao potencial irreal de realmente receber o dinheiro do seguro, uma sentença de prisão perpétua não foi justificada. O tribunal proferiu uma sentença de 30 anos, conforme solicitado pela promotoria.

Logotipo Mundo-Nipo
Autor

**Portal Mundo-Nipo**
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.