Início Mundo Crime Homem que matou ativista durante marcha contra supremacistas pode receber prisão perpétua

Homem que matou ativista durante marcha contra supremacistas pode receber prisão perpétua

434
0
James Alex Fields Jr, atropelou a manifestante Heather Heyer que foi a óbito. Foto: WKMG
O crime aconteceu em agosto de 2017, em Charlottesville, nos Estados Unidos.

Durante um protesto contra supremacistas brancos em 12 de agosto do ano passado, James Alex Fields Jr. avançou seu carro em direção aos manifestantes, matando a ativista Heather Heyer (32) e  acusado de assassinato em primeiro grau.

Durante o julgamento, os advogados de Fields tentaram alegar que ele era inocente, argumento que foi completamente rejeitado pelo júri. O réu pode ser condenado à prisão perpétua.

A justificativa de James Fields foi de que sentiu “raiva” após presenciar confrontos violentos dos dois lados e temer por sua vida.

Um ex-professor de Fields afirmou ao jornal local, Cincinnati Tribune, que ele era uma pessoa equivocada, desiludida e que também, era alinhado ao neonazismo.

Fonte: Globo

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/12/07/homem-que-atropelou-ativista-em-marcha-contra-supremacistas-e-considerado-culpado-de-homicidio.ghtml.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here