Livro infantil japonês sugere que podemos estar fazendo errado esse tempo todo. 

É um clichê visto em toda parte, da literatura clássica aos desenhos animados da manhã de sábado; o conceito de contar ‘carneirinhos’ mentalmente para adormecer. E isso também é bem conhecido no Japão. 

No entanto, no mundo real, isso nunca parecia fazer muito sentido e, em 2002, um estudo na Universidade de Oxford declarou que imaginar uma linha de animais fofos pulando uma cerca, na verdade, atrasa o sono. 

O livro, Kodomo ni Daiuke Tanoshi Zatsugaku Quiz 365, aborda a contagem de ‘carneirinhos’ no que se refere ao povo japonês e, em vez de concordar ou contestar as descobertas de Oxford, elas o analisam de um todo nova perspectiva. 

Segundo o autor Tomohiko Nakamura, a razão pela qual contar carneirinhos não funciona no Japão é devido às diferenças nas palavras “carneirinhos”. Uma das grandes diferenças entre o inglês falado e o japonês é que o inglês tende a ser muito mais ofegante com seus sons consoantes. 

Em particular, o som inglês “sh” (de sheep, ovelha em inglês), requer uma expiração vigorosa de ar contra a parte posterior dos dentes.  

Quando feito repetidamente, não demorará muito até que você precise respirar fundo para continuar fazendo isso. Ja a palavra japonesa para ovelhas “hitsuji”, não causa o mesmo efeito. 

Então, em conclusão, Nakamura diz que o povo japonês não pode usar o mesmo animal para iniciar essa respiração profunda. Isso também indiretamente sugere que a verdadeira razão para contar ovelhas não é imaginá-las como um exercício mental, mas sim dizer as palavras como um exercício físico para promover respirações profundas e constantes. 

Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here