Em 53 países mais de 113 milhões de pessoas sofreram “insegurança alimentar aguda” em 2018, afirma um relatório da ONU divulgado na terça-feira (2).

O relatório destaca que o problema afeta principalmente o continente africano. Os países que atravessaram as mais graves crises alimentares são Lêmen, República Democrática do Congo, Afeganistão, Etiópia, Síria, Sudão, Sudão do Sul e o norte da Nigéria.

A principal causa da insegurança alimentar em todo o mundo foram as guerras. Cerca de 74 milhões de pessoas, ou seja, dois terços da população que enfrenta a fome aguda, estavam em 21 países ou territórios localizados em xonas de conflito.

Fonte: G1

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/04/02/fome-extrema-atinge-mais-de-113-milhoes-no-mundo-diz-relatorio-da-onu.ghtml.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.