O governo japonês disse nesta terça-feira que irá dobrar a produção de carne wagyu, para 300 mil toneladas, por conta da crescente demanda de exportação.  

A meta é apoiar os agricultores locais e aumentar as exportações agrícolas e agropecuárias. Além disso, o Japão pretende aumentar a produção doméstica da carne wagyu, afim de dar incentivos financeiros para a introdução de vacas reprodutoras. 

Para expandir as exportações de carne bovina, o governo incentivará a atualização das instalações que cuidam do processamento das carnes, para certificar-se de que será cumprido os mais rígidos padrões de segurança alimentícia dos EUA e Europa. 

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, realizou uma reunião de estratégia agrícola, onde defendeu que “Haverá mais oportunidades para os produtos agrícolas japoneses entrarem nos mercados estrangeiros”. 

O programa visa incluir medidas para reforçar a preparação de fazendas contra desastres naturais, além de ter uma vacinação acelerada de porcos e evitar qualquer tipo de epidemia entre os suínos. 

A estratégia também exige a promoção do uso de tecnologias inovadoras, como drones de colheitas, principalmente em áreas montanhosas, atingidas por desastres. 

financiamento da medida deverá ter início no início do ano fiscal de 2020 e incluirá restrições mais rígidas ao contrabando de DNA de wagyu em óvulos fertilizados para fora do país. 

Leia também: ONU pede cessar-fogo durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here