O governo japonês disse que aumentará a sua cota de vagas para 1.726 professores de escolas públicas de ensino fundamental e médio no ano fiscal de 2020. 

A medida foi incluída para o orçamento do próximo ano, quando foi aprovada nesta última sexta-feira, tendo o objetivo de promover reformas trabalhistas dos professores e para responder melhor às novas diretrizes curriculares. 

O valor para financiar parcialmente os salários dos professores, aumentará em 2,1 bilhões de ienes em relação ao no anterior.  

O orçamento também incluirá 488,2 bilhões de ienes para assistência financeira de famílias de baixa renda, para aliviar o peso das despesas com o ensino superior.  

Além disso, o governo também destinará o valor de 1,4 bilhão de ienes para um novo sistema de vestibular unificado que deverá começar no ano fiscal de 2020.  

Como parte das despesas com os novos sistemas, o Ministério da Educação buscou desembolsar cerca de 800 milhões de ienes para testes de inglês do setor privado, e 2 bilhões de ienes para questionários abertos para temas em japonês e matemática. Mas o orçamento não incluirá esses gastos, porque o ministério abandonou seus planos de introduzir as duas medidas. 

Leia também: Imperador Emérito Akihito comemora 86 anos nesta segunda-feira

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here