176 visualizações 3 min 0 Comentário

Japão pode ter entrado na nona onda do COVID-19: especialista em vírus

- 26 de junho de 2023

Crédito: Japan Times – 26/06/2023 – Segunda

O Japão pode ter entrado em sua nona onda de infecções por COVID-19, de acordo com um especialista que atuou como principal consultor de coronavírus do governo, que enfatizou na segunda-feira a importância de proteger idosos vulneráveis ​​da doença.

“Uma nona onda pode ter começado”, disse Shigeru Omi a repórteres depois de se encontrar com o primeiro-ministro Fumio Kishida para discutir o recente aumento de infecções em todo o país depois que o governo facilitou as contramedidas, incluindo o rebaixamento do status legal da doença em maio para a mesma categoria sazonal gripe.

“Como as pessoas estão cada vez mais em contato com outras, (o aumento de infecções) é esperado em certo sentido”, disse Omi também.

Ele ressaltou que as pessoas com alto risco de desenvolver sintomas graves devem ser vacinadas.

“Não sei se o número de infectados vai superar o da oitava onda, mas devemos focar em reduzir o número de mortes e garantir a continuidade das atividades sociais”.

Durante a oitava onda, observada entre o final de novembro e o final de janeiro, o país viu o número de infecções diárias atingir um pico de mais de 246.000 no início de janeiro.

Após o rebaixamento do status legal do COVID-19, o governo parou de divulgar a contagem diária de pacientes.

Agora, o ministério da saúde divulga apenas o número de pacientes relatados em cerca de 5.000 instituições médicas designadas em todo o país e o número médio de casos entre essas instalações semanalmente.

De acordo com os últimos dados divulgados na sexta-feira, a média ficou em 5,6 pacientes durante a semana até 18 de junho, ante 5,1 na semana anterior.

Mas o número na Prefeitura de Okinawa foi notavelmente alto em 28,74 por instalação, com Omi observando seu sistema relativamente fraco para fornecer assistência médica e baixas taxas de vacinação em comparação com outras prefeituras.

No início da reunião realizada no gabinete do primeiro-ministro, Kishida destacou o aumento gradual de infecções e pediu conselhos a Omi sobre quais cuidados devem ser tomados para minimizar os casos neste verão.

Foto: Japan Times (Shigeru Omi fala aos repórteres na segunda-feira após se encontrar com o primeiro-ministro Fumio Kishida. | KYODO)

Comentários estão fechados.