O Ministério do Bem-Estar do Japão divulgou na terça-feira (2), um texto contendo diretrizes preliminares que listam exemplos de punições físicas cometidas por pais a serem banidas.  

A lei que proíbe tais punições deverá entrar em vigor no mês de abril de 2020. 

Dentre os exemplos listados, constam atitudes como se recusar a alimentar a criança por não terem feito os deveres de casa.  

Os exemplos banidos incluem se recusar a fornecer refeições às crianças por não fazerem os deveres de casa, ordenar que a criança permaneça sentada no estilo formal ‘seiza’ por um longo período de tempo ou até mesmo punições mais agressivas e diretas como um tapa na bochecha como punição por descumprimento de algo. 

Além das punições listadas, o texto menciona maneiras desejáveis de como as crianças devem ser tratadas. O documento cita que os pais nunca devem comparar seus filhos com o filho dos outros de forma desfavorável. Os pais também nunca devem dizer aos filhos mesmo que brincando, que eles não deveriam ter nascido.  

É a primeira vez que o governo elabora um texto exemplificando punições a serem banidas. 

Leia também: Casos de abuso infantil estão casa vez maiores no Japão 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here