Nesta quinta-feira, o primeiro-ministro Shinzo Abe comunicou que o Japão está se preparando para fortalecer as suas defesas contra uma nova mutação de vírus originado na cidade de chinesa de Wuhan. 

Segundo autoridades, o governo irá solicitar às companhias aéreas que façam anúncios pedindo que os passageiros que desembarcarem da China, avisem seu estado de saúde.  

“Faremos o máximo possível para impedir a propagação de infecções”, disse Abe durante a sessão.  

Também segundo o ministro da Saúde, Katsunobu Kato, o país irá testar amostras coletadas de pessoas suspeitas de estarem infectadas com o vírus, afim de estuda-lo.  

O governo já salientou que o nível de aconselhamento deve ser intensificado, para que as pessoas evitem ir à cidade chinesa de Wuhan, considerando que o local é o epicentro do surto do coronavírus. 

A doença já matou 17 pessoas, infectando mais de 600.  

Depois da cidade chinesa, o único outro destino para qual o Japão mantém o mesmo nível de precaução, é a República Democrática do Congo, na qual sofreu um surto do vírus Ebola há alguns anos.  

Em uma escala de 1 a 4, o aviso de nível 1 pede que os viajantes tomem cuidado. Já o aviso de nível 4 insta os cidadãos a não viajarem para o local e os que já estão lá, façam a evacuação. 

Leia também: Casos de doenças virais aumentam cada vez mais na China  

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here