No Japão, as autoridades especializadas em saúde estão preocupadas com a proliferação da doença mão-pé-boca, que vem atingindo as crianças de todo o país e em alguns casos tem provocado encefalite. 




Os dados do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas mostraram que na primeira semana de julho, o número de infectados chegou a mais de 31.065, o mais alto índice desde a última década. 

A cidade com mais pacientes é Fukui, que possui uma média de 31 pessoas infectadas por hospital. Em seguida, está a cidade de Ishikawa, cuja a média alcançou 26 infectados e Kagawa, com a média de 17.  

O NIID recomenda cuidados extras com a higiene das crianças, incluindo descarte adequado de fraldas, lavar as mãos com frequência, não compartilhar toalhas e produtos de higiene e estar com álcool em gel 70% sempre à mão. 

A doença é contagiosa é caracterizada por erupções cutâneas, principalmente nas mãos, pés e boca.  

O principal vírus que está sendo detectado por exames se chama Coxsackie A6.  

Segundo os especialistas, quando este vírus está presente, o contágio é maior. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.