A jornalista japonesa, Shiori Ito, que acusou um ex-jornalista do grupo TBS de aproximadamente 50 anos, diz estar desesperado e com medo. Ito, de 30 anos, moveu uma ação por danos morais com pedido de indenização equivalente a quase 400 mil reais contra o jornalista Noriyuki Yamaguchi, que além de ser um ex jornalista da TBS, também é autor do best seller (livro do qual vendeu milhares de cópias por todo o mundo) sobre o primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe. Yamaguchi nega as acusações.




 

Ito disse que foi estuprada após um jantar em um hotel em 2015. O encontro se deu devido a promessa de ajuda (de Yamaguchi) a encontrar um novo emprego.

“Senti uma tontura enquanto estava jantando com ele (Yamaguchi), e quando acordei estava em um hotel sendo estuprada”, disse Ito em uma audiência no Tribunal de Tóquio. “Eu estava desesperada para proteger meu corpo, dizendo a ele para ‘parar’.”

A vítima ainda afirma que até hoje sofre com estresse pós traumático. O acusado diz que o ato foi consensual, e afirma que a vítima ficou bêbada e até chegou a vomitar nos pertences dele e, para contornar a situação, ela deu iniciativa ao ato.

Por outro lado, o acusado também entrou com uma ação pedindo uma indenização equivalente a 4,5 milhões de reais, alegando que sua reputação foi manchada pelas acusações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.