Assim como no Brasil, todas as culturas e países, possuem seu jeito único de brindar. 

Na Inglaterra, dizemos “cheers”;
Os alemães usam “Prost”, uma palavra derivada do latim;
Os franceses dizem “Santé”;
Os espanhóis dizem “Salud”;
E nos países nórdicos, a palavra utilizada é normalmente Sk ål” (essa palavra se pronuncia como “Skol”). 




 No Japão, a tradição não é muito diferente. Para saudar uma bebida, pronunciamos a palavra “
Kanpai” (乾杯), na tradução literal, “Seque seu copo”.

 

 

Segundo os historiadores, essa palavra só foi introduzida no Japão no período Edo (1984), durante um tratado de amizade anglo-nipônico, mesmo as bebidas alcoólicas estando presentes no país há milênios, assim como em qualquer lugar do mundo.  

Durante a idade média no Japão, as pessoas acreditavam que havia um demônio presente nas bebidas alcoólicas e a pessoa que a ingerisse seria possuída. Desde então iniciou-se o ritual de brindar os copos, pois segundo suas crenças, o som produzido pelo brinde, assustava e espantava o demônio.   

 

 Outra utilidade dos brindes no Japão, era pelo fato de que, assim como na Europa, os envenenamentos vinham através das bebidas. Então, quando alguma pessoa oferecia uma bebida para a outra, sendo normalmente um rival, havia uma certa cautela na hora de beber. O brinde servia para derramar a bebida de um copo para outro. 

 

 Claro que há histórias um pouco mais lúcidas sobre o termo e, segundo os historiadores, durante uma visita do diplomata Earl de Elgin para negociações adicionais ao acordo de amizade entre o império britânico e japonês, o diplomata e o então bugyô do porto de shinoda, saíram para confraternizar.  

Durante a celebração, Earl solicitou que Inoue realizasse um brinde, pois era uma tradição na Inglaterra. Inoue, levantou-se e improvisou a palavra ‘’Kanpai”. 

A palavra improvisada veio de seu conhecimento das tradições chinesas ao brindar e, como solução, uniu dois kanjis (Esvazia o copo + copo de sakê). 

 

Claro que, como qualquer palavra mal estudada e pronunciada em outro país, o brinde pode se tornar algo ofensivo. 

No Brasil temos o costume de dizer “tintin” antes de brindar em qualquer confraternização. Porém todo cuidado é pouco. O “tintin” no Japão tem outro significado e eu garanto que você vai passar o maior vexame se pronuncia-la em qualquer lugar, assim como As palavras mais ofensivas do japão, que você já viu aqui no portal. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.