O governo de Kawasaki, decreta a proibição ao discurso de ódio e se empenha em providenciar medidas criminais contra reincidentes, assim como cobra pesadas multas, devido a incidentes contra coreanos, residentes na cidade.




 

Uma cláusula do projeto de lei permitirá que as autoridades municipais arquivem uma queixa criminal contra três infratores, que podem receber uma multa de até 500 mil ienes (US $ 4.670).

Kawasaki tem liderado a acusação sobre este assunto por causa de sua considerável população coreana e incidentes passados ​​de manifestações de discursos de ódio que colocam o assunto sob o holofote público.

Fonte: Asahi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.