Início Destaques Japão Malasianos protestam placa de homenagem a soldados japoneses

Malasianos protestam placa de homenagem a soldados japoneses

471
0
"Isso apenas nos lembra da dolorosa era da ocupação japonesa", disse Lim. Foto: Amaztravel

Um memorial recém-restaurado da Segunda Guerra Mundial na Malásia provocou revolta a alguns que pediu sua demolição na terça-feira (26). O objeto de controvérsias é uma placa com três soldados japoneses homenageados como “heróis”.

A ocupação japonesa do sudeste da Ásia no início dos anos 1940 foi marcada pela brutalidade, e lembranças amargas ainda persistem mesmo depois de Tóquio ter reparado e construído amizades com seus antigos inimigos desde a guerra.

Financiado pelo Japão, autoridades da Malásia restauraram o monumento de pedra há muito negligenciado construído em 1941 em Alor Setar, capital do estado de Kedah, no norte do país, em uma tentativa de impulsionar o turismo.

Foi originalmente construído pelos japoneses em homenagem a três soldados que foram mortos enquanto asseguravam uma ponte estratégica para cortar as tropas britânicas e outras aliadas.

No entanto, uma placa que acompanhava o monumento restaurado inaugurado na semana passada trazia o título: “História de três heróis japoneses que conquistaram a ponte Alor Setar.

Lim Swee Bok, da Associação Chinesa da Malásia (MCA), conduziu na terça-feira 15 pessoas ao consulado japonês no estado de Penang, no norte do país, e entregou uma carta exigindo que o monumento fosse demolido.

“Isso apenas nos lembra da dolorosa era da ocupação japonesa”, disse Lim à AFP.

Os japoneses ocuparam a Malásia – a atual Malásia e Cingapura – por quase quatro anos, a partir de dezembro de 1941.

O jornal Star divulgou na terça-feira que os membros da MCA colocaram um pano preto sobre o monumento coberto com as palavras: “Monumento aos heróis que lutaram contra o Japão”.

O jornal também publicou uma foto do monumento cercada por cinco grandes faixas vermelhas com os seguintes slogans: “Soldados japoneses não são heróis”, “Matando, estuprando e decapitando moradores” e “soldados japoneses são cruéis. A raiva também foi expressa online.

Na página do jornal Malay Mail no Facebook, o leitor Keke Lim disse que os japoneses eram “agressores que cometeram atrocidades… e crime contra a humanidade.

O leitor Lim Hong Meng disse que chamar os soldados de heróis faz da Malásia uma “chacota … especialmente na Ásia (que) sofreu a crueldade e a brutalidade do exército japonês”.

Mohamad Asmirul Anuar Aris, presidente do comitê de turismo do estado, pediu desculpas por um “erro de tradução”.

Ele disse que o cartaz foi retirado, mas rejeitou pedidos para demolir o memorial.

“Ele está lá desde 1941. Além disso, estamos tentando trazer mais turistas para Kedah e isso é parte de nossa tentativa de manter os locais históricos”, disse ele à AFP.

Fonte: AFP-JIJI

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/27/national/history/anger-erupts-wwii-memorial-malaysia-calls-japanese-troops-heroes/#.XJu1NJhKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here