Argumentando uma possibilidade do ex-presidente do conselho administrativo da Nissan, Carlos Ghosn de destruir provas, a empresa está tentando impedir que o franco-brasileiro tenha acesso a um apartamento no Rio de Janeiro.

Desde 19 de novembro, Ghosn está detido em Tóquio, suspeito de conspirar com o ex-diretor da Nissan Greg Kelly, para encobrir, cerca de metade de seu rendimento real de 88 milhões de dólares em cinco anos.

As autoridades de Tóquio estenderam a detenção até dia 10 de dezembro, mas uma nova ordem de prisão deve ser decretada.

Foi concedido a Ghosn por um tribunal do Brasil, acesso à propriedade, cuja dona é a Nissan, mas a empresa está recorrendo da decisão para uma corte superior.

Fonte: Alternativa Online

http://www.alternativa.co.jp/Noticia/View/78770/Nissan-tenta-bloquear-acesso-de-Ghosn-a-apartamento-no-Rio-de-Janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.