O COVID-19 trouxe a sua primeira grande perda. 

De acordo com a agência japonesa Tokyo Shoko Research, a Fujimisou , um ryokan de onsen localizado na cidade de Nishiura, na província de Aichi, entrou com um pedido de falência no Tribunal Distrital de Nagoya em 21 de fevereiro, após 64 anos de operação. 

ryokan de 46 quartos, localizado na ponta da Península de Atsumi, já foi um negócio próspero, com os hóspedes desfrutando de frutos do mar frescos provenientes da Baía Mikawa e cada quarto oferecendo vistas amplas do oceano.  

Os registros financeiros da Fujimisou mostram um faturamento de aproximadamente 550 milhões de ienes em dezembro de 2005. No entanto, após uma crise financeira em 2013, eles ficaram com pouco dinheiro e foram forçados a encontrar uma solução, recorrendo ao mercado chinês para permanecer vivo. 

Ao mudar seu foco para acomodar grupos de turistas chineses, o ryokan conseguiu mudar sua sorte através da demanda desses grupos de turismo crescendo nos últimos anos. 

No entanto, com a queda de turismo no último mês, principalmente durante a temporada mais movimentada do país, os negócios foram a falência por conta do grande número de cancelamento de grupos turísticos 

Enquanto o Japão luta para conter a disseminação do coronavírus, oficialmente nomeado COVID-19 pela Organização Mundial da Saúde, a economia local está sendo fortemente afetada, com empresas em locais turísticos populares enfrentando agora um futuro incerto. 

Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here