A população do Japão era de 127.443.563 em 1 de janeiro de 2019, de acordo uma pesquisa demográfica realizada pelo Ministério do Interior e Comunicações. Houve um declínio de 433.239 cidadãos japoneses em relação ao ano anterior. A maior queda desde que a pesquisa começou em 1968, e já é a décima queda sucessiva desde o pico em 2009. Enquanto que o número de cidadãos japoneses diminui, o número de residentes estrangeiros aumentou 169.543, totalizando 2.667.199. Isso significa que os residentes estrangeiros já representam 2.09% da população total do Japão, é a primeira vez que esse número fica acima de 2%. 

Entre os residentes estrangeiros, a faixa etária que predomina é a dos residentes entre 20 e 30 anos, os jovens estrangeiros “compensam” a escassez de mão de obra. 




Tokyo, Saitama, Kanagawa, Chiba e Okinawa foram as únicas prefeituras a registrarem aumentos de cidadãos japoneses, enquanto que o número de residentes estrangeiros aumentou em todas as 47 prefeituras. Tokyo tem a maior população estrangeira (551.683), seguido de Aichi (253.508), Osaka (235.977) e Kanagawa (212.567). 

Com 26.06%, a vila de Shimukappu em Hookaido tem a maior proporção de residentes estrangeiros entre os municípios japoneses. Os estrangeiros também representam cerca de 10% da população dos municípios de Hookaido, como Rusutsu e Niseko. Como resorts de esqui são populares entre os turistas estrangeiros e japoneses, é provável que trabalhadores de hotéis e outras companhias turísticas estejam inflando os dados referentes a população estrangeira. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.