Início Destaques Japão O programa de lecionar a língua japonesa aos trabalhadores estrangeiros tem sido...

O programa de lecionar a língua japonesa aos trabalhadores estrangeiros tem sido insuficiente

391
0
O Japão não possui estrutura suficiente para lecionar a língua japonesa aos trabalhadores estrangeiros. Foto: ビジネスブレイン協同組合

O aprendizado da língua japonesa é uma das prioridades aos trabalhadores estrangeiros na nova modalidade de visto japonês.

No entanto, o governo não incorpora essa questão em seu projeto de lei que altera a Lei de Controle de Imigração e Reconhecimento de Refugiados para abrir as portas do país para trabalhadores estrangeiros.

O programa de treinamento foi originalmente projetado para transferir tecnologia e know-how da empresa japonesa a subsidiária ou empresa fornecedora do exterior. Mas, na realidade, o programa deu brecha para contratação de recursos de baixo custo. De acordo com uma pesquisa de entrevista conduzida pelo Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo para trainees no setor de construção, alguns entrevistados tinham habilidades em línguas japonesas questionáveis.

Os detentores de status de residência da categoria 1 podem permanecer no Japão por até cinco anos. É um longo período de tempo, e eles precisam de educação de órgãos educacionais especializados, incluindo cerca de 700 escolas de línguas japonesas em todo o país.

Instituições de língua japonesa estão em número crescente acompanhando o aumento de trabalhadores estrangeiros. Mas os salários dos professores são baixos e as taxas de rotatividade são altas. No geral, aparentemente precisamos de mais professores.

Para melhorar a qualidade da educação e fazer com que os professores permaneçam mais tempo em suas escolas, o governo planeja introduzir uma licença pública para instrutores de língua japonesa. No entanto, isso por si só não é suficiente.

O governo deve alocar os recursos financeiros necessários para criar um sistema que respalde o ensino da língua japonesa. A medida deve acompanhar a expansão planejada da força de trabalho estrangeira no Japão.

Fonte: Mainichi Shimbun

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here