O Tribunal Regional de Osaka rejeitou um pedido de indenização de 140 milhões de ienes de um homem que foi inocentado de acusações de estupro. O homem e sua esposa pediram reparação por danos psicológicos.

O juiz Masahiro Oshima disse que “não se pode concluir que os investigadores falharam em realizar uma investigação”.

O homem foi preso e acusado em 2008 de ter abusado sexualmente uma parente na adolescência que na época morava com ele. O Tribunal de Osaka sentenciou o homem a 12 anos de prisão.

A mulher confessou a um advogado que havia mentido. Em 2014, o homem solicitou um novo julgamento e em 2015 o tribunal o considerou inocente.

Fonte: Alternativa Online

http://www.alternativa.co.jp/Noticia/View/79088/Tribunal-japones-rejeita-indenizacao-a-homem-que-sofreu-falsa-acusacao-de-estupro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.