No Japão, penalidades mais severas deverão ser aplicadas devido ao uso de celular no volante, devido a uma nova lei que entrou em vigor neste último domingo, após pedidos de famílias que perderam seus parentes em acidentes de trânsito causados por motoristas utilizando smartphones. 

Segundo essa nova lei, os motoristas que forem vistos se distraindo com celulares durante o trânsito, deverão ser penalizados com multas mais altas e terão um aumento de três vezes mais pontos na carteira, além de uma prisão prolongada. 

Em 2018, foram registrados mais de 2.700 acidentes ligados a motoristas envolvidos com celular, dos quais mais de 40 foram fatais.  

O aumento das multas foram de 7.000 ienes para 25.000 ienes em casos de carros de grande porte, de 6.000 ienes para 18.000 ienes para motos e de 5.000 para 12.000 para motocicletas com 50 motores cc ou menos.  

Além disso, as pessoas que forem flagradas cometendo o crime mais de uma vez, deverá enfrentar penas de prisão de até 6 meses ou multas que podem chegar até 100.000 ienes. 

As pessoas que forem flagradas utilizando smartphones, com possibilidade de ameaçar a vida de terceiros, deverão cumprir penas mais rígidas e poderá ter que responder criminalmente.  

Se acusados, os criminosos enfrentarão uma penalidade mais severa, que o sentenciará para uma prisão de 1 ano e/ou uma multa de até 300.000 ienes, em comparação com a antiga lei, onde o criminoso cumprira apenas 3 meses e pagaria uma multa de 50.000 ienes. 

Leia também:  Visando evitar acidentes causados por idosos, Japão cogita medida drástica

 Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here