Os adolescentes japoneses estão ficando cada vez mais para trás de muitos outros países no quesito felicidade, esta é uma das conclusões de um novo relatório sobre bem-estar educacional publicado recentemente pela Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico. 




 

Em uma pesquisa com 35 países da OCDE, apenas os adolescentes sul-coreanos e turcos ficaram abaixo dos japoneses em questão da satisfação com a vida. Os adolescentes japoneses também estavam acima da média em indicadores gerais de ansiedade e bem abaixo da média de motivação para ter sucesso na escola. 

Esta descoberta parte de uma pesquisa com 540 mil jovens de 15 anos em 72 países e indica um padrão preocupante em todo o mundo: Economias avançadas tem mais baixo nível de bem-estar do que poderia se esperar, particularmente entre jovens. 

O relatório da OCDE é apenas o mais recente de um estudo global da juventude. No ano passado, a fundação Varkey publicou o “Generation Z: Global Citiizenship Survey” sobre as atitudes de jovens de 15 a 21 anos em 20 países importantes. 

Os adolescentes japoneses também foram os menos propensos a pensar em fazer uma contribuição relevante para a sociedade em geral. A preocupação com a economia e o crescimento está deixando os jovens com pouca relação familiar. 

 É fácil ver como as mudanças combinadas com a falta de oportunidades para os jovens desenvolverem relações interpessoais além de “trabalhar duro” para ter um “bom futuro”, podem produzir um estado pessimista sobre as chances de ter uma boa vida.  

One thought on “Porque os adolescentes japoneses são tão infelizes?”
  1. Na vdd a questao . Nao e a felicidade pois nao tem gratidao nas pequenas coisas . Tdo tem na Mao. Por isso nao precisa lutar temos que modificar pensamento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.