Início Japão Ciência Professor da Universidade de Kyoto apresentou relatório incorreto referente ao terremoto no...

Professor da Universidade de Kyoto apresentou relatório incorreto referente ao terremoto no Monte Aso

478
0
Relatório de Aiming Lin foi elaborado com bases incorretas. Foto: US News

A Universidade de Kyoto confirmou falhas em quatro imagens usadas em um artigo de pesquisa compilado por Aiming Lin, professor da universidade, publicado em outubro de 2016 na revista Science, nos Estados Unidos.

A pesquisa foi sobre uma série de terremotos que atingiram a prefeitura de Kumamoto em abril de 2016.

Em uma coletiva de imprensa na terça-feira (26), a universidade disse que pediu a Lin que retirasse o trabalho de pesquisa e que também pretende penalizá-lo.

O jornal argumentou que uma câmara de magma no Monte Aso, um vulcão em Kumamoto, impediu que uma falha na parte leste de Kyushu fosse destruída pelo tremor de magnitude 7,3 que ocorreu em 16 de abril de 2016, dois dias após um aumento de magnitude de 6,5.

Depois de receber um relatório apontando para possíveis problemas com o artigo em agosto de 2017, a universidade estabeleceu um comitê incluindo participantes de fora da instituição para investigar o artigo.

A sonda descobriu que Lin usou um gráfico mostrando condições subterrâneas de um trabalho de pesquisa escrito por um professor da Universidade de Tóquio e outros. No entanto, a imagem foi usada de cabeça para baixo e mostrou uma localização incorreta para o foco do terremoto.

Além disso, um mapa do Monte Aso e das áreas circunvizinhas foi esticado na direção leste-oeste, e uma imagem de seção transversal do subsolo do Instituto Nacional de Pesquisa de Ciência da Terra e Resiliência a Desastres foi incorretamente usada.

Lin disse ao comitê de investigação que a conclusão do artigo em questão não estava errada. Ele também negou qualquer intenção de cometer erros, alegando que cometeu um erro descuidado e que não estava acostumado a usar software de desenho.

Em uma coletiva de imprensa realizada na cidade de Kyoto na terça-feira, Nagahiro Minato, vice-presidente executivo da universidade, disse que o comitê foi incapaz de confirmar se Lin havia intencionalmente realizado a série de atos duvidosos, enquanto notava que eles equivaliam a grave violação do dever básico de cuidado como pesquisador.

Fonte: JIJI

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/27/national/kyoto-university-confirms-flaws-kumamoto-quake-paper-published-professor/#.XJu1G5hKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here