Na receita de hoje, iremos apresentar o prato coreano, que também é consumido no Japão: O Kimchi

Curiosamente, acabei de descobrir que a pronúncia nos dois lugares são completamente diferentes. Sendo “KimmTchi” na Coréia e “KimüTchi” no Japão.




 

Lá em casa consumimos muito kimchi, principalmente em épocas de dieta e desintoxicação, por causa das suas propriedades termogênicas, que contribuem para o aumento do metabolismo e consequentemente a perda de peso .

Mas esse prato vai muito (MUITO) bem, com arroz.

Então pega papel, caneta e principalmente, uma cadeira, porque o processo do kimchi é longo, mas essa conserva vale muito a pena de ser feita.

Ingredientes:

  • 2 pés de acelga
  • 1 xícara de sal marinho
  • ¼ xícara de farinha de arroz
  • 1 xícara de pimenta em pó (o único lugar que eu conheço, que venda essa pimenta, é na avenida da liberdade, em São paulo. Procure por: pimenta em pó coreana). Na falta da pimenta em pó, você pode moer a pimenta calabresa desidratada, que tem quase o mesmo gosto, mas tem o mesmo efeito.
  • 1 cabeça de alho
  • 1 cebola inteira
  • 1 gengibre inteiro
  • ¼ xícara molho de peixe (também pode ser encontrado em lojas de produtos orientais. Mais conhecido como ‘’oyster sauce’’, ‘’molho de ostra’’ ou ‘’molho de peixe’’, mesmo.
  • 1 colher de chá de açúcar
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 xícara de água.

Processo:


Moa em um processador: Alho, descascado, cebola, gengibre e, para umedecer e facilitar, o molho de ostra, até que vire uma pasta. Reserve

Em uma panela misture a farinha de arroz, a água e o açúcar. Só depois de misturados, ligue o fogo.
Aqueça-a até que crie consistência de mingau. Retire, espere esfriar e reserve.

Enquanto espera esfriar retire as folhas de acelga com cuidado, lave-a bem e se necessário, corte as raízes sujas de terra.

É importante que você possua uma tigela bem grande para o processo a seguir.

Depois de bem lavadas e secas, alterne entre folha e sal.
Esfregue com delicadeza o sal por entre as folhas e vá empilhando, uma por uma.

Depois de salgadas, coloque um peso sobre as folhas ( Lá em casa usamos garrafas de refrigerante em cima de um prato), para que o processo de desidratação ocorra uniformemente.

Deixe descansar por 2h. A acelga vai soltar bastante água.

Depois do tempo de espera, escorra a água e lave a acelga novamente. (você pode manter o sal, se quiser. Só cuidado para não salgar demais) Seque com papel ou deixe escorrer.

Enquanto a acelga escorre, pegue aquela pasta de gengibre, cebola e alho, e misture no mingau de arroz. Depois de uniforme, misture a pimenta em pó.

Esse é o momento de pôr a mão na massa, então é importante que você use luvas, pois pode manchar suas mãos e unhas.

Na tigela, vá pegando um pouco da misturinha de arroz e vá “pintando” as folhas, uma por uma.
Não deixe nenhum pedacinho, sem pegar um pouco da pasta.

 

Depois de todas pintadas, coloque as folhas dentro de um pote de vidro (tem que ser de vidro), com tampa.

Armazene por até 3 meses na geladeira para um processo lento de fermentação e fora para mais ardor e picância.


Leitura obrigatória:


– O mingau tem que ser de arroz, pois ele ajuda no processo de fermentação.
– A pasta feita no processador, auxilia na conservação da acelga

– potes de vidro ou cerâmica são necessários, porque a conserva é ácida e qualquer outro material, pode corroer com o tempo.

– É indispensável o uso de luvas.
– Nunca preencha o pote até a boca. A acelga ainda vai soltar um caldinho e isso pode fazer com que vaze dentro da sua geladeira e o cheiro não fica muito bom (experiência própria haha).

– Não feche o pote com muita força, pois a acelga solta gases que pode fazer o recipiente explodir.

Eu entendo que a receita é longa e demorada, mas vale cada segundo, eu juro.
Comenta aqui com a gente se você já comeu kimchi ou se fez e gostou.

Abaixo vou te deixar um vídeo para entender melhor o processo:

3 thoughts on “Receita: Kimchi – Acelga apimentada”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.