Devido ao surto do novo vírus se espalhando pela Ásia, várias pessoas estão nervosas e por muitas vezes agindo sem informação contra a doença. Isso gerou inúmeras atitudes grotescas e desumanas, como uma confeitaria japonesa que proibiu todo e qualquer povo chinês de comprar no estabelecimento.  

Agora, o medo e a desinformação parece estar se alastrando ainda mais rápido que o vírus.  

Recentemente um restaurante japonês foi vandalizado de maneira grotesca, em Paris, França. 

O residente francês e descendente de japonês “Coach_em_japonais”, publicou recentemente nas redes sociais a foto do restaurante Yuki, marcado pela pichação “Coronavirus” ao lado de outras palavras ilegíveis. 

Linhas de grafite também foram desenhadas ao longo da frente do edifício, e um balde inteiro de tinta parece ter sido jogado contra a porta de vidro da entrada da frente. 

“Os franceses asiáticos ou japoneses estão sendo alvo de discriminação racial por causa do coronavírus!” twittou Coach_en_japonais. “Desta vez, um restaurante japonês foi grafitado! Como francês, isso me deixa tão triste de ver. ” 

Ainda algumas pessoas tentaram justificar a atitude odiosa sobre o restaurante como “e se o dono fosse chinês?”. Entretanto, o internauta replicou com uma resposta árdua e segura: 

“Os proprietários podem ser chineses”, twittou o Coach_en_japonais, “mas, independentemente disso, isso é absolutamente imperdoável”. 

O surto do vírus tem tornado a sociedade desinformada cada vez mais agressiva. Vários casos de xenofobia foram relatados nesta última semana, uma delas sendo no Brasil, onde uma estudante com descendência japonesa foi agredida dentro do metrô por uma mulher que a chamava de “porca chinesa”.  

Leia também:  2 pessoas que estavam em quarentena morrem com COVID-19 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here