Os mísseis em questão são proibidos no tratado assinado pelos dois países em 1987.

Após acusação dos EUA de que a Rússia não está cumprindo o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF), e prazo de 90 dias para que volte a cumprir com risco de deixarem o tratado, a Rússia ameaçou produzir os mísseis proibidos no documento, caso a retirada realmente ocorra.

“Agora parece que nossos parceiros americanos acreditam que a situação mudou tanto que os Estados Unidos também precisar ter tal arma. Qual é a nossa resposta? É simples: neste caso também faremos isso”, declarou o presidente russo.

Para a Rússia, os Estados Unidos estão usando essas acusações como pretexto para deixarem o tratado.

Fonte: Reuters

https://br.reuters.com/article/worldNews/idBRKBN1O41JR-OBRWD.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.