Ativistas contrários as olimpíadas e paraolimpíadas de Tokyo de 2020, disseram nesta última terça-feira (23) que o evento irá afetar negativamente a população dado o seu alto custo, e apenas um grupo seleto de pessoas irão se beneficiar como os mais ricos, políticos e a mídia de elite. 

Os ativistas conversaram com correspondentes internacionais, dentre os grupos de ativistas está o Hangorin no kai e o NOlympics LA, uma coalizão de mais de 25 organizações da Califórnia que são contrários as olimpíadas. 

Dentre os argumentos, está o fato de que os jogos irão acontecer “no meio de um perigoso e quente verão” que pode afetar a saúde dos atletas, espectadores e voluntários. Além de “violar os direitos humanos”, ao atrapalhar o transporte público e deslocar moradores de rua. Também foi comentado um possível uso de madeira ilegal. 




Jules Boytkoff (membro do NOlympics LA), comentou que os jogos olímpicos sempre levam a gastos excessivos e o foco da segurança pública acaba sendo direcionados em sua grande parte ao evento. Ele defende que o ideal seria criar uma pequena cidade onde no futuro ela pudesse ser reutilizada para outros fins como por exemplo moradia. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.