116 visualizações 4 min 0 Comentário

Sete Samurais de Akira Kurosawa, Celebrando 70 Anos de Um Clássico do Cinema

- 9 de julho de 2024

Temas de Sacrifício e Individualismo em “Seven Samurai” Filme aborda questões profundas ressoando no Japão do pós-guerra.

NOVA YORK (AP) — “Seven Samurai” de Akira Kurosawa comemora seu 70º aniversário este ano. Apesar de sua idade, a vitalidade e o movimento rápido do épico de Kurosawa continuam a impressionar. Assistir novamente a este filme é ser transportado por sua ação fluida e visão expansiva. Assim como Kambei Shimada (Takashi Shimura), o nobre líder dos sete samurais, corre de um lado para o outro na batalha climática, “Seven Samurai” se move com uma energia inigualável, atravessando campos de arroz e caminhos arborizados. A câmera de Kurosawa não antecipa a ação, mas a persegue intensamente.

A Influência Duradoura de “Seven Samurai”

Para muitos admiradores, “Seven Samurai” é uma obra-prima que continua a inspirar. O filme, com 207 minutos de duração, narra a história de uma comunidade agrícola do século XVI que recorre a um grupo de samurais para se defender de bandidos saqueadores. Este épico está profundamente enraizado no cânone do cinema mundial e é frequentemente incluído em listas essenciais para iniciantes. Na pesquisa Sight and Sound de 2022, ficou em 20º lugar, ao lado de “Apocalypse Now”, de Francis Ford Coppola, um dos maiores admiradores de Kurosawa.

Diretores como Coppola, Martin Scorsese e George Lucas reverenciam Kurosawa. Scorsese descreveu a descoberta dos filmes de Kurosawa na década de 1950 como “um choque de maestria”. Alexander Payne, outro cineasta influenciado, chamou “Seven Samurai” de um raio que mudou sua vida. A crítica Pauline Kael afirmou que “ninguém chegou perto disso”, um julgamento que ainda se mantém.

Restauração e Exibição

Neste verão, uma nova restauração de “Seven Samurai” está em cartaz nos cinemas, começando em Nova York e se expandindo pelo país em 12 de julho. Esta é uma oportunidade de revisitar um clássico em toda a sua glória na tela grande.

A Tradição e o Impacto de Kurosawa

Embora alguns críticos prefiram Ozu ou Mizoguchi, o apelo de Kurosawa no Ocidente é inegável, em parte devido à sua influência pelos filmes de gênero de Hollywood. “Seven Samurai” foi seguido por remakes e influenciou inúmeros filmes, desde “Star Wars” até “Vida de Inseto” da Pixar. Filmado em 148 dias ao longo de um ano, foi o filme japonês mais caro de sua época e um dos mais populares nas bilheterias.

Temas e Legado

“Seven Samurai” aborda temas de individualismo e sacrifício pelo bem comum, ressoando no Japão do pós-guerra. O filme, escrito por Kurosawa com Shinobu Hashimoto e Hideo Oguni, equilibra esses temas com uma narrativa envolvente. A batalha final não é apenas entre aldeões e bandidos, mas também entre os samurais e os aldeões, que desconfiam dos guerreiros contratados.

“Seven Samurai” é uma obra que transcende o tempo, explorando a verdade atemporal do soldado. Os samurais não retornam à vida normal como os aldeões, e para aqueles que perecem, o destino é cruel. Neste filme eternamente dinâmico, os momentos de quietude são frequentemente os mais profundos.

Logotipo Mundo-Nipo
Autor

**Portal Mundo-Nipo**
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.